Novidades que podem melhorar a eficiência dos processadores de computador
Novidades que podem melhorar a eficiência dos processadores de computador
postado por CONFIDENCE IT 5 de setembro 2018

Quem não gostaria de melhorar o processadores de computador? Pois é, nós também! Por isso, traremos neste post, em primeira mão, novidades que podem alavancar o processamento de computadores muito em breve.

O estudo

Uma equipe de pesquisadores liderada pela Universidade de Minnesota desenvolveu um novo material que poderia melhorar a eficiência do processamento e da memória do computador. Os pesquisadores apresentaram uma patente sobre o material e amostras já foram solicitadas.

As descobertas foram publicadas na “Nature Materials”, uma revista científica publicada nos EUA. Eis um trecho do diz a matéria:

“Usamos um material quântico que atraiu muita atenção da indústria de semicondutores nos últimos anos, mas o criamos de maneira única que resultou em um material com novas propriedades físicas e eletrônicas que poderiam melhorar muito a eficiência de computação e memória. “, disse o pesquisador-chefe Jian-Ping Wang, da Universidade de Minnesota.

A experiência

O novo material está em uma classe de materiais chamada “isolantes topológicos”, que foram estudados recentemente por comunidades de pesquisa de física e materiais e pela indústria de semicondutores por causa de suas propriedades magnéticas e de transporte spin-eletrônico.

Isolantes topológicos são geralmente criados usando um único processo de crescimento de cristais. Outra técnica de fabricação comum usa um processo chamado Molecular Beam Epitaxy, no qual os cristais são cultivados em um filme fino. Ambas as técnicas não podem ser facilmente ampliadas para uso na indústria de semicondutores.

O desenvolvimento

Neste estudo, os pesquisadores começaram com o seleneto de bismuto (Bi2Se3), um composto de bismuto e selênio. Eles então usaram uma técnica de deposição de filme fino chamada “sputtering”, que é acionada pela troca de momento entre os íons e átomos nos materiais alvo devido a colisões.

Embora a técnica de sputtering seja comum na indústria de semicondutores, esta é a primeira vez que ela é usada para criar um material isolante topológico que pode ser ampliado para aplicações na indústria de semicondutores e magnéticos.

Os resultados

No entanto, o fato de a técnica de sputtering funcionar não foi a parte mais surpreendente do experimento. Os nano-tamanhos de grãos de menos de 6 nanômetros na camada de isolador topológico sputtered criaram propriedades físicas para o material que mudou o comportamento dos elétrons no material.

Os pesquisadores estudaram o material usando a microscopia eletrônica de transmissão de alta resolução  exclusiva da Universidade de Minnesota, uma técnica de microscopia na qual um feixe de elétrons é transmitido através de um espécime para formar uma imagem.

Depois de testar o novo material, os pesquisadores descobriram que ele é 18 vezes mais eficiente no processamento de computadores e memória em comparação com os materiais atuais.

À medida que o tamanho dos grãos diminuiu, aconteceu o que se chama de ‘confinamento quântico’, no qual os elétrons atuam de maneira diferente, dando mais controle sobre o comportamento dos elétrons.

Os pesquisadores dizem que este é apenas o começo e que esta descoberta pode abrir as portas para mais avanços na indústria de semicondutores, bem como indústrias relacionadas, como a tecnologia de memória de acesso aleatório magnética.

 
   
 
Entre em contato com nossa equipe(011) 3522-3131ou preencha nosso formulário que entramos em contato. Clique aqui
 
 
 
shares