Como o BPM auxilia a gestão de sua empresa?
Como o BPM auxilia a gestão de sua empresa?
postado por Mariana Pajuelo 10 de Março 2017

O conceito BPM (Business Process Management) une gestão de negócios e tecnologia da informação com foco na otimização dos resultados das organizações por meio da melhoria dos processos de negócio.

As ferramentas denominadas sistemas de gestão de processos do negócio (sistemas BPM) monitoram o andamento dos processos de uma forma rápida e barata. Dessa forma, os gestores podem analisar e alterar processos baseados em dados reais e não apenas por intuição.

O empresário pode enxergar, por exemplo, onde estão os gargalos, quem está atrasando (e o quanto está atrasando) determinada tarefa, com que frequência isso ocorre, o percentual de processos concluídos e em andamento, entre outros. Como consequência, fatores cruciais para o bom desempenho da organização podem ser analisados com extrema facilidade e rapidez o que geralmente não ocorre com outras ferramentas que não o BPM.

Muitas vezes as pessoas tem uma visão correta sobre o BPM ou várias visões sobre o que realmente ele é ou qual a sua ideia principal. Já ouvimos algo como: “Vou criar um projeto BPM.”, “Vou criar o BPM do projeto.”, “Vou desenhar o BPM.” e várias outras diversas afirmações. Então vamos realinhar nossas visões para falarmos do mesmo assunto num mesmo entendimento.

Partindo do princípio que você só pode melhorar aquilo que você pode gerenciar, só pode gerenciar aquilo que você pode medir e que só pode medir aquilo que você realmente conhece como é executado, a prática do BPM visa conhecer os processos que são executados afim de medi-los para finalmente gerência-los e então realizar melhorias e evoluir o processo.

No cenário competitivo em que nos encontramos hoje no mercado mundial, uma empresa que não conhece de forma clara os processos que são executados no seu dia a dia, está totalmente em desvantagem frente as empresas que tanto conhecem seus processos como gerenciam e realizam melhorias constantes a cada dia. Sem conhecer tais processos é praticamente impossível implantar uma melhoria ou mudança no processo de forma organizada, gerenciável e previsível.

O BPM deve sempre agregar valor à empresa que está sendo executado. Se é uma organização privada, deve aumentar lucro, melhorar a percepção de qualidade pelo cliente, gerar um melhor time-to-market de produtos. Se é uma instituição pública, deve prover ao cidadão os melhores serviços e atendimentos. Acima de tudo, BPM não deve ser encarado como algo que será realizado e terminará, mas sim como algo que deverá ser inserido nas veias culturais das organizações.

Esse método também utiliza as melhores práticas de gestão, tais como: mapeamento de processos, modelagem, definição de nível de maturidade, documentação, plano de comunicação, automação, monitoramento mediante indicadores de desempenho e ciclo de melhoria e transformação contínua. O objetivo é a melhoria e transformação contínua dos processos para se atingir os resultados esperados.

Fonte: TI Especialistas

 
   
 
Entre em contato com nossa equipe(011) 3522-3131ou preencha nosso formulário que entramos em contato. Clique aqui
 
 
 
shares