Como cuidar de sua empresa em tempo de crise
Como cuidar de sua empresa em tempo de crise
postado por Mariana Pajuelo 10 de março 2017

Como manter o negócio em alta, mesmo com a crise “batendo na porta” das empresas brasileiras? Parece que fica cada dia mais difícil manter sua empresa em crescimento. Por isso qualquer deslize pode ser crucial ao funcionamento da empresa, levando-a á falência.

Mesmo sendo importante e essencial para as empresas, investir em planejamento tributário não é um ponto unânime nas tomadas de decisões gerenciais. Por causa disso, a gestão fiscal da empresa muitas vezes é colocada para lateral, e por ser mantida em segundo plano os erros se acumulam.

De acordo com especialistas, dos cinco erros mais comuns das empresas em sua gestão fiscal, o principal é não investir em planejamento tributário. Porém, há outros erros, tão elementares quanto e que devem gerar atenção do empresário que quiser prosperar com seus negócios. Confira os erros muitos comuns entre as empresas brasileiras, mas que devem ser evitadas afim de que se tenha controle do negocio para buscar o crescimento desejado.

1. Confundir o Patrimônio da empresa com o do sócio

Muito comum, porém um erro enorme é o empresário usar a conta da empresa para pagar contas pessoais, tais como conta de luz e telefone da casa, algum cartão de credito do sócio e por ai vai. Isso é um erro gravíssimo, pois o patrimônio da empresa não deve se confundir com o do sócio, devendo ter uma conta corrente do sócio ou titular e outra da empresa, para nela pagar apenas contas da empresa. O empresário deve estabelecer um Pró-Labore, que é uma retirada mensal dos sócios, como forma de pagamento pelos serviços prestados a sua empresa, para ai sim usar como bem pretender sem afetar a sua empresa.

2. Não ter conhecimento do Lucro Liquido da empresa

Os empresários geralmente se atentam mais em ver o faturamento da empresa do que o resultado final, o Lucro Liquido. Ver só o faturamento da empresa não significa dizer que a empresa esta melhor, como exemplo: Se uma empresa faturava uma media mensal de R$ 30.000,00 com custos e despesas de R$ 25.000,00, a empresa tinha um lucro liquido de R$ 5.000,00; se ela passa a ter uma faturamento médio mensal de R$ 35.000,00 porém com custos e despesas de R$ 32.000,00, ela passa a ter um lucro liquido de R$ 3.000,00; ou seja, o faturamento pode ter aumentado, porém se os custos aumentaram também, não significa que a empresa melhorou. O empresário precisa saber o lucro liquido, para saber quanto de gasto esta tendo com essa empresa, afim de que possa cortar custos desnecessários para aumentar seu lucro e ganhar competitividade no mercado.

3. Não utilizar a contabilidade

Contador não serve apenas para calcular impostos, ele deve ser um grande aliado do empresário na busca por crescimento. Com os relatórios gerenciais, o contador pode demonstrar o Balanço Patrimonial da empresa e a sua Demonstração do Resultado, evidenciando aonde a empresa esta com custo elevado e o seu lucro liquido para a tomada de decisões.

4. Não ter controle de estoque

Outro erro gravíssimo porém muito comum é o empresário não saber o que possui no seu estoque. Tendo controle de seu estoque, o empresário sabe quais produtos que giram mais e quais giram menos, com isso evita a compra de produtos que podem passar muito tempo nos estoques, chegando a vencer ou a ficar obsoletos. Todo empresa deve fazer um controle físico do seu estoque, seja feito mensalmente, trimestralmente, semestralmente ou anualmente.

5. Não fazer um Planejamento Tributário

Erro elementar das empresas que ainda acreditam que esse tipo de serviço é um luxo. Na verdade é crucial para a sobrevivência do empreendimento. Isso se deve ao fato do Brasil possuir uma das cargas tributárias mais complexas do mundo não só em sua densidade de tributos, mas também na dificuldade instrumental que é o cumprimento das obrigações pelos excessos burocráticos da administração pública.

Fonte: Contabeis.com

 
   
 
Entre em contato com nossa equipe(011) 3522-3131ou preencha nosso formulário que entramos em contato. Clique aqui
 
 
 
shares