Como utilizar a Cloud Computing para o setor fiscal e tributário da sua empresa
Como utilizar a Cloud Computing para o setor fiscal e tributário da sua empresa
postado por CONFIDENCE IT 14 de setembro 2017

A computação em nuvem, ou Cloud Computing, deixou de ser uma tendência há alguns anos para se tornar uma realidade. Nos dias atuais, as empresas que não utilizam a nuvem para seus setores fiscal e tributário são minoria e estão em posição de desvantagem no mercado. Veja como a solução fiscal na nuvem é importante em seu negócio para facilitar o dia-a-dia do administrador!

Aplique a Cloud Computing no setor fiscal e tributário

Cloud Computing ou computação em nuvem é a oferta de serviços em ambiente virtual. Tais serviços envolvem processamento e armazenamento de dados, além da utilização de softwares. A grande vantagem é não depender de localização física, uma vez que os softwares e arquivos podem ser operados de qualquer local com acesso à internet.

Não há, também, necessidade de se instalar programas ou de armazenar dados, uma vez que o acesso a programas, serviços e arquivos é remoto. Em termos mais técnicos, utiliza-se a memória, a capacidade de armazenamento, e o cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet.

Para utilizá-la, o administrador deve escolher uma empresa confiável que forneça uma solução em nuvem que se adeque à sua demanda. Isso porque a Cloud Computing apresenta duas características importantes: escalabilidade e elasticidade.

Escolha uma solução conforme a demanda

O número de obrigações legais de uma empresa é enorme, gerando um volume considerável de documentos fiscais e contábeis expedidos mensalmente, o que requer altos investimentos em hardware e em mão de obra. Além disso, boa parte das obrigações tributárias brasileiras é sazonal, exigindo capacidade de processamento para picos de informações e uso. Esses picos podem impedir a empresa de entregar suas obrigações no prazo.

Com a solução fiscal na nuvem, o gestor tem uma escalabilidade e elasticidade de sistema. Mas o que é isso? Ao migrar os sistemas tributários fiscais para a nuvem, o gestor tem a possibilidade de contratar uma capacidade específica de processamento e os serviços de acordo com sua demanda, sazonal ou mensal. Isso possibilita a realocação de recursos outros processos mais críticos, além de desafogar as atividades da equipe de TI.

Em outras palavras, é a contratação por demanda.

Opere sempre atualizado quanto à legislação

As novidades no campo tributário são diárias, e boa parte do tempo de empresas e escritórios de contabilidade e de advocacia são voltados à pesquisa legal. Para o biênio 2017-2018, já temos muitas questões tributárias novas que merecem atenção e que influenciarão na gestão fiscal de qualquer empreendimento.

 A solução fiscal na nuvem consegue gerir e controlar de todo o processo tributário e fiscal de uma empresa, inclusive a atualização das normas. Em 2015, por exemplo, foram documentadas 22 mudanças por dia, e esse grande volume de alterações pode atrapalhar a gestão fiscal, uma vez que demanda muitas atualizações nos softwares de gestão tributária.

A nuvem dispensa o gasto de horas para atualização nos departamentos de TI e permite ao gestor se voltar para outras atividades. Sem contar que, por estar sempre atualizada, evita erros tributários que podem gerar uma série de inconformidades e multas para as empresas.

Lide com a complexidade do ambiente tributário

A gestão tributária e fiscal nas empresas brasileiras demanda muito mais tempo do que no continente europeu. Conforme o relatório Doing Business, projeto do Banco Mundial, as empresas, no Brasil, gastam, em média, 2.038 horas por ano na gestão de tributos, 12 vezes mais do que na Europa. Para reverter essa situação, uma das soluções é procurar por sistemas especializados que operam em nuvem.

A computação em nuvem surge como solução de automação de entrega das obrigações tributárias, pois dispensa integração com o ERP ou com outros sistemas de gestão fiscal. Porém, a união de soluções tecnológicas com a computação em nuvem é um grande trunfo de vencer a complexidade do ambiente fiscal tributário.

O trabalho de organização das obrigações acessórias por meio da tecnologia do cloud computing é facilmente feito, já que a instalação é bastante simples. Elimina-se o processo de adaptação e a dificuldade técnica ao integrar as soluções fiscais, uma vez que os softwares são desenvolvidos em formato que permite seu uso em poucas horas após a sua contratação.

Utilizar a Cloud Computing para o setor fiscal e tributário da sua empresa é colocar em prática todas essas ações de gestão fiscal eficiente. O resultado é sempre positivo, porque há maior cuidado com a saúde financeira do negócio, uma vez que se economiza tempo e aumenta a produtividade.

Procure já por uma solução em nuvem que se adeque ao seu negócio e tenha mais eficiência em sua gestão fiscal e tributária. Se ainda tem dúvidas sobre o tema, deixe seu comentário!

 
   
 
Entre em contato com nossa equipe(011) 3522-3131ou preencha nosso formulário que entramos em contato. Clique aqui
 
 
 
shares